top of page

Do Brasil para o mundo

Fé, força e foco! Se hoje estou a onde estou é porque em toda a minha vida não faltou nenhuma destas palavrinhas. Com elas fui longe, mais especificamente para o outro lado do mundo. Mas calma, não é aqui que começa o post de hoje. Era 1995, cantarolava ouvindo Gazeta FM (ai que saudade dessa época) e entre uma canção e outra escutei o anúncio de uma agencia de modelos. Não pensei 2 vezes, peguei o telefone e marquei uma entrevista para o dia seguinte as 8h da manhã. Depois de ter combinado tudo, fui contar para minha mãe na maior alegria e implorar para que ela deixasse de trabalhar para me levar até lá, pois tinha apenas 10 anos de idade. Com toda paciência do mundo (obrigada mãe!), fomos até lá e minha decepção foi tamanha ao perceber que esta tal agencia era pura enganação. Vendo o meu olhar cabisbaixo na volta para casa, minha mãe decidiu me levar em um local que havia curso de manequim e modelo… e ali dei meus primeiros passos no mundo da moda. Participei de um concurso que durou 1 mês e não cheguei nem perto da final, mas não desanimei. Como o investimento era alto, tive que acordar com meu pai que pagaria de volta cada centavo que ele investiria na minha, até então, pseudo “carreira”. E mesmo sem ele concordar, iniciei o curso. Neste curso, apreendi muito mais do que desfilar ou como fotografar, aprendi a cuidar da postura, do jeito de andar, de ser mais responsável, ter ética e etiqueta. Logo veio o primeiro desafio: na aula de beleza e estética, fui orientada a cortar o cabelo com o famoso corte “Joãozinho”. No dia seguinte, já estava no salão toda confiante e pronta para abandonar meus cabelos compridos e assumir o novo visual.

Aos 11 anos, surgiu meu primeiro trabalho: um catálogo de lingerie (mas nunca vi estas fotos). Ah, não se assuste, com essa idade meu corpo já era bem desenvolvido! Aliás, é o mesmo que tenho hoje, só que eu era uns 15 quilos mais magra. rsrs Participei de um concurso nacional chamado IMTA, o qual escolheria a modelo que iria representar o Brasil na etapa internacional em Nova York, e para a minha alegria, eu ganhei!! Na data da viagem (eu estava com 13 anos), o Hilton estava fechado só para o concurso e havia mais de 8.000 modelos do mundo todo participando. Na noite da premiação, para a minha surpresa, subi ao palco 2 vezes: ganhei em 1º lugar em fotogenia e 3º lugar para modelo do ano.

Quando voltei ao Brasil, decidi que precisava melhorar minha aparência; coloquei aparelho nos dentes e investi na fisioterapia para melhorar minha postura.

Neste período, comecei a trabalhar para o Ronaldo Esper e para o Clodovil, desfilando em vários programas de TV e fotografando para muitas revistas de noiva.

1 Noiva

Aos 14 anos, tirei o aparelho e foi ai que vi minha carreira deslanchar. Fotografei para as principais revistas de moda do Brasil.

Fiz alguns comerciais de TV (como Embratel, Boticário, Playcenter, Hyundai, Multiplan). Infelizmente, não tenho os vídeos para mostrar para vocês… pena que naquela época não tinha youtube.com! rs Desfilei para a semana de moda de São Paulo e muito outros desfiles.

Depois de 2 anos trabalhando no Brasil, veio a primeira oportunidade de expandir minha carreira para o mundo. Fui para Tokyo! Conhecer o Japão foi uma das melhores experiências da minha vida, por mim morava lá para sempre. Mas, entre idas e vindas, fiquei lá no total 7 meses.

Tive a graça de trabalhar para muitas grifes importantes por lá, e também fiz alguns comerciais e desfiles.

Depois fui para Hong Kong, eu estava com 18 anos e fiquei lá por 5 meses.

Estava com contrato assinado com outras agências e as viagens agendadas para Miami, Milão e Barcelona. Depois de tudo isso, você deve estar se perguntando: “nossa, mas por que ela parou?”. Foi em Hong Kong que comecei a pensar em quais seriam os meus próximos passos. E sabia que se eu quisesse ter um bom futuro, tinha que começar a investir em alguma coisa enquanto ainda era jovem. Afinal, a carreira de modelo possui prazo de validade. Chega uma hora que envelhecemos para o mercado e, ou você deixa a carreira, ou ela deixa você. O que eu queria era realizar o sonho de ser modelo e, sim, realizei por 8 anos! Por isso, com a sensação de vitória alcançada, decidi cancelar as viagens dos próximos destinos, sair da agencia de modelo e me dedicar inteiramente para uma nova conquista. Foi uma decisão difícil, mas com fé, força e foco, me possibilitou realizar outros sonhos e escrever outras histórias. Mas estas ficarão para outro post. Espero que você tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre minhas experiências e aguarde, pois teremos muito mais por aqui! 🙂

11287380_837727449640681_99749898_n

Comentários

Não foi possível carregar comentários
Parece que houve um problema técnico. Tente reconectar ou atualizar a página.

Me conte o que você achou deste post, coloque aqui embaixo seu comentário.

bottom of page